02 de Março de 2009

 

Realizou-se na Madeira, no passado dia 28 de Fevereiro e 1 de Março, mais um seminário de Obediência, realizado pelo GEOCM / Ass. Amigo do Rottweiler. Integrado neste evento, ocorreu uma acção de sensibilização canina, gratuita e aberta ao público em geral, a qual teve como objectivo apresentar os fundamentos base para uma correcta, educação, sociabilização e treino de um cão. Igualmente, teve como foco os deveres e obrigações dos proprietários de cães. Esta acção de sensibilização teve lugar no Centro Paroquial de Santa Cruz, a qual contou com o total apoio da respectiva junta de freguesia, na pessoa do Sr. Arlindo Aguiar.

O conteúdo programático do evento esteve a cargo do presidente da Associação Amigo do Rottweiler, o Sr. Cláudio Nogueira.

 
 

A componente prática do seminário incidiu em técnicas e condutas básicas de ensino tendo em vista as diversas situações do quotidiano que a maioria dos proprietários se depara, tais como: o conflito entre animais, a dominância, o passeio à trela, a falta de controlo dos donos sobre os seus cães, situações de ruído, movimento e fobias diversas.

O GEOCM agradece, ao centro Hípico do Funchal e todo o seu staff, a disponibilização dos meios logísticos utilizados durante a realização do evento.

Não menos importante, o GEOCM, agradece a todos os participantes o interesse demonstrado, os quais, apesar das condições adversas que se fizeram sentir, não abdicaram da sua presença.

Por fim, o indispensável, agradecimento ao Sr. Cláudio Nogueira pelo habitual profissionalismo e empenho demonstrado.

Nota: Para saber mais sobre a Associação Amigo do Rottweiler e sobre o projecto pessoal de Cláudio Nogueira, consulte os seguintes sites:

www.amigodorottweiler.com
http://amigodorottweiler.blogspot.com
www.youtube.com/cnogueira


GEOCM

publicado por geocm às 21:31

31 de Janeiro de 2009

É com frequência e também com atenção que ouço os relatos dos proprietários de cães. Enquanto uns relatam, de forma diferente, a forma como os seus cães reagem a pessoas estranhas, outros, igualmente de forma diferente, relatam como os seus cães reagem a outros cães. Inúmeros cenários são colocados pelos donos de forma diferente, quer os cães sejam da mesma raça, ou não.
 

Se existem aspectos ambientais (forma como são integrados em sociedade / comportamentos adquiridos através da vivência com outros animais) que influenciam a forma de agir dos cães, como se explica que, em igualdade de circunstancias, para o bem ou para o mal, dois cães reajam de forma diferente a situações iguais?
 

A resposta está na Raça e nos Genes que a mesma transporta.

Quando existe uma selecção cuidada dos cães que são usados para reprodução, as probabilidades de determinadas características (físicas ou temperamentais) passarem de geração em geração, são muito altas. Este facto faz com que a criação apenas devesse ser realizada com um conhecimento real das características de uma raça e com um bom conhecimento da linhagem (reprodutores e seus antepassados) a usar. Infelizmente, na maioria dos casos, esta premissa não se verifica, levando a uma descaracterização das raças ao longo do tempo. Muitas vezes com efeitos nefastos.

 

Nota: Um cão com Pedigree (LOP), não significa por si só ser um cão de qualidade, tudo dependerá da qualidade real do seu Pedigree (reprodutores e seus antepassados). Quando assim não é, apenas podemos dizer que temos um cão registado no LOP (Livro de Origens Português) o qual é da responsabilidade do Clube Português de Canicultura.

 

Ninhada

 

Se a questão genética é sem duvida um aspecto importante no comportamento do cão, não menos importante é o tempo que um cachorro passou com a sua ninhada após o nascimento. Se for retirado da sua mãe antes das sete semanas de vida, o cachorro não aprenderá um conjunto de regras e sinais que serão aprendidos com a sua mãe e com os seus irmãos. Fundamental para a sua vivência e integração futura.
Por outro lado, se permanecer mais do que doze semanas, poderá enraizar, em função do seu posicionamento na matilha, comportamentos dominantes ou submissos para outros cães ou mesmo pessoas. Uma vez mais, apenas alguém com conhecimento sobre estas e outras matérias inerentes, deverá estar na criação.

 

Nota: Existem pessoas que reproduzem cães e existem os criadores que fazem beneficiamentos entre dois exemplares, tentando apurar a raça em todos os seus aspectos.

 

Quando pensar em adquirir um cão ou recebe-lo de oferta, não será aconselhável faze-lo de ânimo leve. Quando assim acontece, pode estar a ficar com uma “bomba-relogio” que quando menos esperar vai rebentar-lhe (hiperactividade, agressividade, fobias, dominância, desconfiança, problemas de saúde, etc) nas mãos.

 

Se na realidade gosta de animais, não se precipite, seja selectivo e rigoroso, contribuindo para que os criadores de quintal e as Puppy Farms (*) sejam banidas.

 

(*) – Quintas onde existem cadelas em grande número e em condições precárias, a reproduzir indiscriminadamente, abastecendo o comércio através de lojas de animais e classificados de jornais. Quem não viu ainda anúncios, onde se informa que se vendem cães de todas as raças?


Cumprimentos

 

Cláudio M. Nogueira
www.amigodorottweiler.com
Canal Youtube:
http://www.youtube.com/cnogueira
 

 

publicado por geocm às 20:00

28 de Janeiro de 2009

Caros amigos,

 
Esperamos que, aqueles que tiveram a possibilidade de estar connosco e com o Cláudio Nogueira no seminário do passado dia 24/01/2009, tenham ficado um pouco mais elucidados sobre a forma de lidar e interagir com os cães.

 
Esperamos que confiem no nosso trabalho para levar os vossos cães até aos vossos objectivos.
 
Podem contar com a nossa dedicação e esforço para vos ajudar nas aulas de treino e no dia a dia. Caso tenham alguma dúvida ou problema não hesitem em contactar.

 

Aproveitamos a oportunidade para informar que no final do próximo mês de Fevereiro está prevista a realização de um novo Seminário com Cláudio Nogueira, o qual, terá a duração de dois dias (Sábado e Domingo). Em caso de interesse, não hesite em contactar, já que as inscrições serão limitadas, afim de todos tirarem o melhor rendimento. Serão aceites inscrições com e sem cão.

 

Reportagem do ultimo evento realizado, a 24-01-2009, pela GEOCM na Madeira, o qual contou com a presença de Cláudio Nogueira.

 
 www.youtube.com/watch

 

Informaçoes adicionais sobre o Cláudio Nogueira:

 

 

Cláudio Nogueira nasceu em Portugal, mais concretamente na cidade de Lisboa, no ano de 1968.

Uma das suas paixões sãos os cães, os quais considera animais de grande nobreza. Não estando profissionalmente ligado aos cães, não deixa por isso de lhes dedicar a devida atenção, procurando simultaneamente defende-los e conhece-los cada vez melhor.

A raça de cães que elegeu como sendo a sua preferida, erradamente apelidada de potencialmente perigosa, é a raça Rottweiler.

Num jovem, mas sério percurso na criação da raça Rottweiler, sob o Afixo Quinta do Negrelho, o seu lema é não beneficiar exclusivamente o Rottweiler em termos morfológicos ou características temperamentais, mas sim procurar cumprir com aquilo que é pedido pelo estalão da raça.

O Afixo Quinta do Negrelho em Fevereiro de 2009 continuava ainda a ser o único afixo português com dois cães no Grau III de RCI, três participações na Taça de Portugal de RCI e uma participação no Campeonato do mundo de Rottweilers de trabalho (IFR). Esta última tratou-se da primeira vez que Portugal se fez representar.
A experiência que adquiriu, nos últimos anos, com o contributo nacional e internacional, permitiram-lhe um conhecimento aprofundado em treino de cães. Nesta área acompanhou e formou diversos cães, dinamizando em Portugal a presença de Rottweilers em provas de BH (Cão de companhia) e provas de RCI (trabalho). Na vertente de trabalho foi membro da sub comissão de cães de utilidade para o RCI do Clube Português de Canicultura.

A sua dedicação à raça Rottweiler e aos cães em geral levaram-no a ser responsável por inúmeras acções de sensibilização junto da opinião pública, muitas vezes, com a cobertura dos órgãos de comunicação social (TV, Rádio, Imprensa escrita). Igualmente colaborou com as revistas de canicultura portuguesas Cães & Companhia e Os Nossos Cães onde publicou artigos de sua autoria sobre a raça Rottweiler e provas de Cão de Companhia. Ainda no âmbito da raça Rottweiler, fundou Associação Amigo do Rottweiler.

Actualmente, dedica-se a acções de formação e sensibilização, tentando juntos dos proprietários de cães (independentemente da sua raça), garantir uma melhor integração dos seus cães em sociedade e no seio familiar.

Mais informações sobre o seu trabalho e sobre o projecto Amigo do Rottweiler, podem ser consultados em:

www.amigodorottweiler.com
http://amigodorottweiler.blogspot.com/

www.youtube.com/cnogueira

 

Destacamos do seu trabalho, alguns videos:

 

Arty - Obediência sem conflitos
www.youtube.com/watch
 

Benji - Prova de BH (Cão de companhia)
www.youtube.com/watch

 

Bora (Cachorro) - Obediência
www.youtube.com/watch

 

Prova de BH- Baly da Qta. do Negrelho
www.youtube.com/watch

 

Mais um treino...
www.youtube.com/watch

  

Rottweilers no III Trofeu de RCI do RCP/AAR
www.youtube.com/watch

  

Cumprimentos

 

GEOCM

publicado por geocm às 22:40

 

1)      Durante o transporte dos animais circule com a viatura adequadamente ventilada.
2)      Deverá sempre que possível transportar o animal até ao seu destino num contentor de transporte de tamanho adequado, de forma a minimizar a ansiedade do animal durante a viagem, proporcionando um melhor rendimento e concentração no trabalho de educação a que este vai ser sujeito. O enjoo de transporte e os vómitos são também minimizados uma vez que o animal efectua a viagem numa posição mais repousada e estável.
3)      Nunca estacionar a viatura com o animal no seu interior, sob a exposição solar prolongada, uma vez que pode desencadear reacções de aumento de temperatura, desidratações e desequilíbrios cardio-respiratórios com alguma gravidade.
4)      Proporcionar água de forma adequada às necessidades de cada animal fazendo-se acompanhar de um depósito de dimensão suficiente, bem como de um recipiente de abeberamento habitual ou conhecido do mesmo.
5)      Transportar com o animal os necessários métodos de contenção, ou material necessário e adequado à sujeição do animal num determinado local.
6)      Chegado ao local de destino não expor de imediato o respectivo animal a outros animais presentes ou pessoas, sempre que estes possam representar um estímulo de ansiedade para o primeiro.
7)      Promova boas práticas de socialização com outras pessoas e animais, respeitando os espaços e os demais intervenientes, tornando-se assim num exemplo de civismo e conduta a seguir.
8)      Recolha sempre os dejectos do seu animal promovendo um convívio saudável para a sociedade civil, colocando-os em sacos de plástico nos contentores apropriados.
 
        GEOCM
publicado por geocm às 22:13

 

São considerados DEVERES os seguintes:
1.      Respeitar o animal e a sua natureza.
2.      Proporcionar as condições adequadas às necessidades específicas de cada indivíduo.
3.      Respeitar outros animais e os respectivos proprietários.
4.     Respeitar os espaços envolventes, evitando comportamentos poluentes, ou pouco amigos ambientalmente.
5.     Respeitar os locais e instalações onde se praticam as actividades de Ensino e Obediência.
6.     Salvaguardar o bem-estar e saúde de pessoas e animais durante as práticas.
7.      Salvaguardar regras de segurança para os intervenientes humanos e animais.
8.     Zelar activamente pela conservação dos espaços físicos e dos materiais, de modo a proporcionar aos animais e pessoas as condições melhores possíveis para o Ensino e Obediência.
9.      Contribuir atempadamente até ao dia 8 do respectivo mês com a quota aplicada.
10.   Comunicar de forma clara o desejo de participação ou interesse numa determinada actividade, dentro dos prazos impostos pela coordenação.
 
São considerados DIREITOS os seguintes:
1.     Aceder livremente às práticas instruídas, desde que cumpridos os deveres de utente.
2.     Participar activamente em todas as actividades direccionadas aos utentes, sem tratamento desigual baseado em factos como crenças, opiniões, hábitos, raça, ou quaisquer outros de carácter social, nível de aprendizagem, temperamento do animal, etc.
3.     Ser respeitado pelos demais utentes, e pelos coordenadores das actividades, recebendo para isso um tratamento cortês e de boa índole.
4.      Exprimir livremente as suas dúvidas, ideias ou necessidades especiais em função das matérias de aprendizagem.
5.     Participar em todas as actividades de carácter público direccionadas à sociedade civil em que o Grupo esteja integrado.
6.      Receber a instrução e formação adequada ao nível de aprendizagem a que está submetido.
7.     Apresentar ideias, sugestões de actividades, ou projectos que dignifiquem o Treino de Ensino e Obediência, e que promovam o interesse pela actividade numa perspectiva individual ou pública na Região Autónoma da Madeira.
8.     Receber da coordenação os respectivos comprovativos de cumprimento dos seus deveres enquanto utente.
9.     Ser informado com o intervalo de tempo adequado, da realização das actividades, ou da alteração de local ou data das mesmas.
10.  Receber dos demais intervenientes um tratamento adequado e o mais imediato possível no caso de acidente durante a realização da actividade.

GEOCM
publicado por geocm às 22:10

 

Caros amigos,
Em constante perseguição de uma antiga vontade, surge agora o momento de dar início a algo que todos ambicionávamos… um “grupo-escola” pioneiro na Madeira, de Ensino e Obediência Canino.
O espírito que preside a este empreendimento envolve-se apenas em vontades individuais, tentando sempre que possível não associar marcas ou instituições que possam ser consideradas como segundas intenções.
Contamos com o vosso entusiasmo e expectativas, para poder vir a desenvolver um trabalho sério e transparente, que pretendemos fazer amadurecer de forma lenta, sustentada e bem estruturada.
Ainda que de forma não completamente oficializada, iremos dar início às actividades a que nos propomos em conjunto convosco, aspirando no futuro dar origem a uma escola, propriamente designada.
Como ainda estamos no início, contamos com todas as críticas construtivas e demais sugestões para podermos melhorar o nosso desempenho bem como atingir, ou se possível, superar as vossas expectativas.
Tentaremos de forma regular e antecipadamente comunicada de acordo com a preferência de todos, trazer pessoas envolvidas na área de treino de obediência e respectiva componente desportiva, de forma a manter um constante interesse na actividade, como já aconteceu previamente. Os simpósios e eventos desta natureza serão numa fase inicial garantidamente de acesso restrito ao grupo de trabalho inscrito, para que o melhor proveito possa ser retirado dos nossos formadores.
Preside também a ideia de realização de demonstrações públicas das actividades a que nos propomos, em devido tempo, e sempre que as condições registem um propósito de utilidade para a restante sociedade civil.
A curto prazo tentaremos disponibilizar materiais e métodos de estudo, para que o acompanhamento das actividades que executaremos, tenham um suporte pedagógico de fácil acesso. O aconselhamento e disponibilização de acessórios para a prática da actividade também não será esquecido, e para tal tentaremos trazer até vós da forma mais cómoda as ferramentas consideradas úteis e pertinentes para as partes envolvidas, de forma gradual, para acompanhar todo um processo evolutivo.

Solicite mais informações através do email grupo.ensino.obediencia@hotmail.com

Até breve

GEOCM
publicado por geocm às 22:01

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


subscrever feeds
blogs SAPO